Sobre o ciclo do cabelo

Conheça as três fases do ciclo, desde o crescimento até a queda

O processas de perda de cabelo é extremamente comum, e geralmente acontece quando o processo normal de crescimento do cabelo é interrompido. Por isso, é importante entender o ciclo de crescimento normal do cabelo para que possamos compreender as razões da perda dos fios. Folículos pilosos vivem logo abaixo da camada superior da pele. O cabelo humano, assim como as unhas, cresce, em alguns locais, durante toda a vida. Esse é um fenômeno cíclico, com um crescimento contínuo, em torno de 01 cm por mês, intercalado com perda de pelos.

As três fases de crescimento e desenvolvimento dos pelos são bem definidas: Anágena, ou fase de crescimento; Catágena, ou fase de transição; e Telógena, ou fase de repouso. Cada fase tem duração variável, dependendo da idade e do local, mas em média, é de 2 a 6 anos de crescimento, de 2 a 4 semanas de transição e de 2 a 4 meses de repouso. O couro cabeludo possui, em média, 100.000 fios de cabelos, cerca de 150 a 200/cm2. Desse total, 90% estão na fase anágena, 1% na fase catágena e 9% na fase telógena.

Tratamento Clínico da calvície

Finasterida: É a principal droga indicada para o tratamento dos cabelos em fase de miniaturização (fios finos e ralos) nas áreas geneticamente sensíveis à calvície nos homens. Deve ser administrada por via oral na dose de 01 mg ao dia. Age na inibição da enzima 5α-redutase, responsável pela transformação da testosterona em DHT (di-hidrotestosterona), reduzindo os níveis circulatórios em mais de 60%. Estudos mostram que o número total de fios que respondem ao tratamento ocorre em aproximadamente um ano. O uso da finasterida estimula os fios a se tornarem fortes, com maior diâmetro e mais pigmentados. Apenas 0,3% dos pacientes reportaram diminuição da libido ou disfunção erétil em 5 anos de uso da medicação. Não existem relatos de nenhum outro efeito colateral (por ex. desenvolvimento de ginecomastia) ou interação medicamentosa (a dose de 01 mg/dia é segura e bem tolerada). Nos homens com mais de 40 anos, é aconselhável pedir exame dos níveis séricos do antígeno prostático específico (PSA, prostate-specific antigen) antes de iniciar com o tratamento. Deve-se também solicitar avaliação da função hepática, principalmente em paciente com algum tipo de disfunção preexistente.
Nas mulheres, há contraindicação do uso de finasterida no período fértil, pelo risco de má formação dos fetos (genitália masculina). Na fase pós-menopausa, a finasterida não mostrou resultados significantes na dose de 01 mg. Ainda não há uma indicação absoluta (liberação do FDA, por exemplo) do uso da finasterida em mulheres com doses mais altas.

Minoxidil: Desenvolvido Inicialmente para atuar como droga anti-hipertensiva, notou-se que os pacientes hipertensos tratados com o minoxidil desenvolviam hipertricose. A partir deste fato, a medicação passou a ser empregada no crescimento de pelos. Sua ação não é totalmente compreendida, porém afeta o ciclo capilar na prolongação da fase anágena e produz aumento do diâmetro das hastes capilares e do tamanho dos folículos (maior número de fios por cm2). Normalmente utilizado na forma de loção, na dose de 2 a 5% (mulheres e homens respectivamente). Alguns efeitos colaterais podem estar presentes: dermatites, eritema descamação, prurido e ressecamento. Minoxidil a 2% é a única medicação aprovada pelo FDA para o tratamento da alopecia padrão feminino. Outra importante indicação para o uso do minoxidil é no pós-operatório de transplante capilar. Provoca o aumento da densidade capilar, reduz o eflúvio telógeno (queda de fios de cabelo) após cirurgia, diminui o tempo de crescimento dos fios transplantados e aumento dos cabelos remanescentes.

Laser de baixa voltagem: O laser de baixa voltagem é um tipo de foto modulação, cuja energia dos fótons gera atividade biológica. O mecanismo de ação ocorre por meio da fotobioestimulação, ou seja, a luz do laser tem a capacidade de penetrar através da pele e atingir as raízes dos cabelos que estão em atividade. O laser provoca aumento do metabolismo celular e melhora na circulação da região tratada. Isto gera crescimento de fios e melhora do aspecto cosmético. Clinicamente, observou- se que a associação de diferentes tipos de tratamento pode trazer maior eficácia nos resultados.

 

Dê o primeiro passo!

Preencha o formulário, tire suas dúvidas e saiba mais sobre a realização de implante capilar

[recaptcha]